Capitã Marvel novo filme de Super Heróis, aqui no BLOG Se divertindo com informação


Capitã Marvel novo filme de super-herói para 2019, baseado na personagem de mesmo nome, da Marvel Comics, produzido pela Marvel Studios e distribuído pela Walt Disney Studios Motion Pictures, sendo o vigésimo primeiro filme do Universo Cinematográfico Marvel. Dirigido por Anna Boden e Ryan Fleck e escrito por por Geneva Robertson-Dworet, é estrelado por Brie Larson, Samuel L. Jackson, Ben Mendelsohn, Djimon Hounsou, Lee Pace, Lashana Lynch, Gemma Chan, Algenis Perez Soto, Rune Temte, Mckenna Grace, Clark Gregg e Jude Law. A história segue Carol Danvers, quando ela se torna a heroína Capitã Marvel quando a Terra é capturada no centro de uma guerra intergaláctica entre dois mundos alienígenas - Kree e Skrull.

Um filme baseado em Carol Danvers foi desenvolvido pela Marvel Studios desde maio de 2013. Uma data de lançamento foi anunciada pela primeira vez em outubro de 2014, e Nicole Perlman e Meg LeFauve foram contratadas como uma equipe de roteiristas no próximo mês de abril depois de enviarem tomadas separadas sobre a personagem. O escalação de Larson ao elenco foi revelada na San Diego Comic-Con International em 2016. Boden e Fleck foram contratados para dirigir em abril de 2017, e Robertson-Dworet logo assumiu as responsabilidades de script. As filmagens de localização começaram em janeiro de 2018, com as filmagens programadas para começar em março na Califórnia e durar até maio.

Captain Marvel está programado para ser lançado nos Estados Unidos nos formatos convencional, 3D e IMAX.

Dragon Ball entre as HQs mais populares do mundo, aqui no BLOG se divertindo com informação.

Dragon Ball desenvolvido na década de 80  por Akira Toriyama, é um  mangá muito popular e está entre os mais populares de 
todos os tempos. O lançamento da história completa com  42 volumes, que somaram 519 capítulos publicados entre os anos de 1984 e 1995. Essas publicações deram  origem a duas séries de TV, conhecidos como animes Dragon Ball e Dragon Ball Z, sua produção foi entre os anos de 1986 e 1996. No Brasil, o mangá foi publicado pela Conrad Editora entre dezembro de 2000 e outubro de 2003. Depois de muito tempo sem publicações impressas para as bancas, Dragon Ball teve suas publicações realizadas  pela Panini, que reiniciou a publicação do mangá a partir do primeiro numero em maio de 2012. É provável que a série já tenha passado os 200 milhões de exemplares vendidos em todo o planeta.

Super Heróis das HQs, Lanterna Verde aqui no BLOG, se divertindo com informação

Lanterna Verde (em inglês: Green Lantern) é um nome compartilhado por diversos super-heróis da DC Comics. Criado por Martin Nodell e Bill Finger, o Lanterna Verde original estreou em All-American Comics nº16 (1940). Reformulado como um novo super-herói com o mesmo nome nos anos 60, o personagem original ficou conhecido por Alan Scott e por um tempo adotou a identidade de Sentinela (Brasil).

O Lanterna Verde atual foi lançado nos quadrinhos da década de 60, e também é conhecido como "O Lanterna Verde da Era de Prata". A inspiração foi a série literária Lensman de E. E. Smith. A identidade do Lanterna Verde da Era de Prata, era a de , membro fundador da Liga da Justiça da América. Apesar do excelente trabalho do desenhista Gil Kane nesse período, era um personagem de super-herói relativamente genérico até que em 1970 a DC resolveu emparelhá-lo com o Arqueiro Verde (Oliver "Ollie" Queen), em uma série de quadrinhos absolutamente inovadora e de cunho social. Essa época ajudou a consolidar o novo Lanterna Verde como um herói popular, apesar das séries subseqüentes abordarem temas mais cósmicos.


Diversos indivíduos já assumiram o nome de Lanterna Verde ao longo do tempo. Cada um possuiu um anel que lhes dava grande controle sobre o mundo físico. O anel foi considerado a arma mais poderosa da galáxia, criando objetos plasmados complexos de acordo com a mente de seu portador, limitado apenas por duas coisas: a força de vontade do Lanterna Verde e a cor amarela, onde o anel não surte efeito algum (problema causado por uma impureza na fonte original que gerou os anéis). O anel dos Lanternas Verdes deve ser recarregado de acordo com o período de rotação do planeta natal de seu portador (na Terra, a cada 24 Horas). A bateria do anel se assemelhava em seu formato à antiga lanterna utilizada por exemplo pelos ferroviários para sinalizar alguma coisa ocorrida nos trilhos aos maquinistas de trens.

Os anéis dos Lanternas Verdes foram confeccionados pelos Guardiões do Universo, seres extremamente antigos e poderosos, que têm a missão de zelar pela manutenção da paz intergaláctica. O poder do anel provém da matéria energética do planeta OA, lar dos guardiões, que fica no centro do universo, alimentando a energia vital de todos os seres do universo.

Mais tarde, foi dito que os anéis dos Lanternas Verdes não são mais vulneráveis a cor amarela. Apenas os anéis dos recrutas agora tinham esta limitação.


Para melhor monitorar o Universo, os Guardiões dividiram-no em 3600 setores espaciais, sendo que o setor que abriga o planeta Terra é o de n° 2814. A princípio, foi designado 1 membro por setor, mas após a reconstrução da Tropa nos anos 2000, os Lanternas passaram a agir em duplas, aumentando o efetivo da Tropa para 7200 oficiais.


O Lanterna Verde da Era Dourada (Alan Scott), como também é conhecido, não faz parte da Tropa dos Lanternas Verdes, pois seu anel não foi forjado pelos Guardiões, mas moldado a partir da bateria encontrada por ele mesmo, por sua vez originada de um meteoro proveniente do Coração Estelar.

Cada Lanterna Verde detém um anel de poder que pode gerar uma variedade de efeitos, sustentando-se apenas pela imaginação do portador do anel e pela sua força de vontade. Quanto maior a força de vontade do usuário, mais eficaz é o anel. Os limites superiores das habilidades do anel de poder permanecem indefinidos, e tem sido referida como "a arma mais poderosa do universo" em mais de uma ocasião. Também foi afirmado que cada arma tem um ponto fraco, e a fraqueza de um anel do Lanterna Verde é o seu portador (embora alguns argumentem que este é o seu forte). Ao longo dos anos, os anéis foram mostrados capazes de realizar quase qualquer coisa dentro da imaginação do portador do anel. Em 2006, histórias em continuidade retroativa estabeleceram há muito tempo a ineficácia do anel sobre objetos amarelos, informando que o portador do Anel só precisa sentir medo, compreendê-lo e superá-lo, a fim de afetar objetos amarelos (no entanto, é uma habilidade aprendida e praticada, tornando-se uma fraqueza para alguns Lanternas Verdes), dando o crédito retroativo para a explicação da fraqueza real, mas superável do anel para o amarelo.


Anéis de energia utilizados pelos detentores exibem vários (mas não estão limitados a) os seguintes efeitos:

Construção de energia verde-sólido, que pode variar de microscópico a enorme no tamanho e / ou complexidade e são limitados pela imaginação do portador do anel. Isso pode ser usado para atacar, defender, ou para agarrar metas (Pré-Crise que já foi desconsiderada, os anéis geram habilidades telecinéticas sem construções, se necessário).
Geração de campo de força, uma aura de proteção (limitada pela vontade do usuário) usada para proteger o usuário contra os rigores do vácuo do espaço. Isso proporciona uma atmosfera respirável para o usuário também. Contrariamente aos cânones mais velhos, um anel de um Lanterna Verde atualmente não protege automaticamente seu portador do mal, mas deve, se quiser fazê-lo (anteriormente, um portador inconsciente geraria um campo de força que o protegeria automaticamente).
Geração de tampões mentais para bloquear a comunicação telepática e de manipulação.
Localização de objetos invisíveis.
As luzes e os feixes de intensidade e cores diferentes, como plasma destrutivo e inofensivas luzes multicoloridas.
Capacidades de movimento:
Voo, incluindo voo a velocidades incríveis, embora isso crie um gasto enorme de energia.
Transporte relativamente instantâneo entre as distâncias de galáxias podendo ir de uma galaxia a outra quando bem entender e tiver tempo.
Pré-Crise, os anéis permitiam viajar tão rápido quanto a velocidade da luz mas a era pré crise foi totalmente desconsiderada pela DC Comics.
Os anéis podem agir como computadores semi-conscientes e acessar informações através de sua conexão com o Livro de Oa. Os anéis têm capacidade de resolver problemas, mas eles não podem tomar decisões ou agir por conta própria, e deve ser dada diretamente pelo portador:
Tradução de quase todas as línguas (originalmente, este foi realizado utilizando a força de vontade, mas isso mudou na era moderna a ser uma função dos anéis de si).
A comunicação entre Lanternas Verdes, independentemente da distância que os separa.
Recursos de diagnóstico, permitindo que o usuário veja raio X, as doenças e possa diagnosticar e identificar os materiais.
Criação e emissão de certos tipos de radiação, incluindo comprimentos de onda simuladas.
Colocar os seres humanos em um estado de animação suspensa e puxá-los de fora.
Mudar o estado alvo da matéria e do portador:
Permitir os objetivos do portador através de intangibilizar os objetos sólidos.
Prestação ao portador de metas de se tornar invisível.
Cura acelerada de feridas, proteção e tratamento de vírus e ataques biológicos e certos procedimentos cirúrgicos, incluindo a colagem de vários membros e dígitos. Mais avançados procedimentos médicos podem ser feitos automaticamente e são limitados pelo conhecimento do portador da medicina. Pré-Crise, um portador pode instantaneamente revigorar os membros que não tinham sido utilizados em anos, assim que alguém prostrado durante anos a andar como se seus músculos não estavam atrofiados.
Virtuais que mudam de forma, gerando uma forte luz holográfica para disfarçar ao redor do portador do anel.
Em Green Lantern: First Flight Sinestro foi capaz de "reconectar sinapses" no cérebro de um criminoso morto, a fim de extrair informação através de um tipo de discussão orientada.
O anel cria qualquer elemento, basta apenas concentração do manipulador do anel, como mostrado no filme Lanterna Verde(2011)quando Hal cria um lança chamas, ou quando para salvar uma moça ele cria água a salvando.

O Anel Amarelo


A entidade Parallax é um parasita espacial que é a personificação do medo e que foi aprisionado dentro da Bateria Central de Oa. Com o passar do tempo, Parallax ficou conhecido como a impureza amarela – a causa da fraqueza dos Lanternas Verdes.

Após Sinestro se tornar renegado, ele foi banido para o universo de antimatéria de Qward pelos Guardiões de Oa. Quando voltou à nossa dimensão, ele manuseava um anel energético que usava energia amarela. Depois de muitos confrontos com o Lanterna Verde Hal Jordan, ele também foi aprisionado dentro da Bateria Central. Lá, ele foi capaz de usar seu anel – que utiliza o medo, ao invés da força de vontade, como fonte de poder – para despertar Parallax de sua hibernação. A partir de então, o parasita e Sinestro puderam influenciar as atitudes de Hal Jordan e provocar a derrocada da Tropa dos Lanternas Verdes, deixando apenas um Lanterna, o novato Kyle Rayner.

Recrutamento
Depois que a Tropa dos Lanternas Verdes foi reorganizada com o retorno de Hal Jordan, Sinestro recrutou a Tropa Sinestro ou Tropa dos Lanternas Amarelos, oferecendo anéis energéticos dessa cor para seres capazes de instigar grande medo. Após serem convocados, os membros da Tropa são imediatamente enviados para Qward para se submeterem a recondicionamento físico e psicológico. Os membros da Tropa Sinestro atuam em setores, assim como os Lanternas Verdes. Qward também possui uma enorme Bateria Central amarela em sua superfície, como a que se localiza em Oa.

Embora a Tropa Sinestro use o medo e se oponha à Tropa dos Lanternas Verdes e aos
Guardiões do Universo, Sinestro determinou que seu objetivo é trazer a ordem ao universo, o que ele afirma que os Guardiões falharam em fazer. Dentre os membros da Tropa Sinestro, Arkillo, um alienígena extremamente selvagem, escravizou todos os armeiros de Qward, forçando-os a forjar novos anéis amarelos continuamente. Esses anéis são programados para romper a barreira entre os universos de matéria e antimatéria para encontrar e recrutar novos portadores para eles. Arkillo também desempenha o papel de treinador de todos os recrutas, de forma semelhante a Kilowog.

Outros integrantes da Tropa Sinestro são: Karu-Sil, criada por animais; Despótellis, um vírus consciente capaz de atacar seus inimigos por dentro; e Bedovian, o atirador, que pode atingir um alvo a três setores de distância. Durante a fase de recrutamento, a Tropa Sinestro tentou levar Batman para seu lado, conhecido até por algumas raças alienígenas por sua formidável habilidade de instilar o medo em outros. Entretanto, a força de vontade do Homem-Morcego, combinada a uma breve exposição prévia dele a um anel energético, lhe permitiu rechaçar o anel amarelo antes que fosse subjugado e levado para ser treinado e moldado como um dos soldados de Sinestro. O anel, então, procurou um substituto e selecionou Amon Sur, o filho de Abin Sur, que estava na Terra tentando matar Hal Jordan para roubar seu anel energético.

A profecia
Uma profecia sombria proclama que após incontáveis milênios, os armeiros de Qward, a cidade sapiente Ranx, os Filhos do Lobo Branco, e o Império das Lágrimas se unirão contra a Tropa dos Lanternas Verdes. Isso foi amplamente ignorado até que os atualizados Caçadores Cósmicos passaram a aparecer ao redor do universo. Hal Jordan encontrou um deles na Terra e, com Guy Gardner, o seguiu até o setor 3601. Hal e Guy encontraram diversos Lanternas Verdes presumidos como mortos quando do surto de loucura de Jordan, e o novo Grão-Mestre dos Caçadores: Hank Henshaw, o Superciborgue.

Os Caçadores Cósmicos foram derrotados e a cabeça de Henshaw foi levada a Oa. O Livro de Oa contém um capítulo proibido a respeito das Revelações Cósmicas, que inclui a seguinte profecia:

“Uma face de metal e carne falará dos segredos das 52.

O medo aumentará.

A força de vontade se acumulará.


E uma guerra de luz libertará a verdade por trás da energia do anel.”

fonte: Wikipédia

As Super Heroinas - Starfire, aqui no BLOG se divertindo com informação

Starfire, também conhecido como Koriand'r (para não ser confundido com a erva), é uma princesa alienígena de ficção planeta Tamaran. Embora ela não era o primogênito, ela ainda era o próximo na linha de sucessão ao trono porque sua irmã mais velha Komander faltava a habilidade de voo que os governantes de Tamaran precisava ter.

Esta discórdia semeada entre as irmãs e resultaram em Komander confraternizando com as forças inimigas para que ela pudesse usurpar o trono e escravizar sua irmã, atormentando Starfire por anos. Ela acabou por ser capaz de escapar, encontrando seu caminho para a terra e juntar-se com os Titãs (que levou a um romance com Robin Dick Grayson).

Starfire tornou-se um personagem controverso devido à forma como certos artistas representá-la. Normalmente, ela é desenhada com cabelo vermelho impetuoso, pele dourada profunda, olhos verdes
livre de aluno - e um pequeno equipamento roxo pequenininho. Não era necessariamente a roupa (ou falta dela) que eram o problema; Starfire foi sempre apresentada como um espírito livre confiante, que não tem vergonha de mostrar um pouco.

O problema era que a personalidade de Starfire foi apagado em favor de fazê-la em um espaço em branco, sexy pin-up. Starfire é um personagem divertido, notavelmente angst-livre, apesar de sua história de quase shakespeariano de volta, e esmagar esses atributos fez a rasa personagem. Felizmente, o 2015 corrida de seu título de solo parecia tomar medidas para corrigir isso.

Super Vilões das HQs - O Caveira Vermelha, aqui no BLOG se divertindo com informação

O Caveira Vermelha 



É um supervilão das histórias em quadrinhos americans da Marvel Comics, criado por Joe Simon, Jack Kirby, e France Herron, publicado pela primeira vez em Captain America Comics #7 (outubro de 1941), publicada pela Timely Comics, antecessora da Marvel Comics. Seu maior inimigo é o Capitão América. No Brasil já foi chamado simplesmente de Caveira (revistas da EBAL e na dublagem do desenho de 1966) e de Crânio Vermelho (revistas da Bloch). Na Era moderna apareceu pela primeira vez na revista Tales of Suspense #66, e como o agente nazista John Maxon em Tales of Suspense #65

O personagem foi adaptado em outras mídias, incluindo séries de desenho animado, vídeo games, e filmes live-action. Ele foi retratado pelo ator Scott Paulin no filme Captain America, lançado diretamente em vídeo em 1990, e por Hugo Weaving no filme Captain America: The First Avenger, lançado nos cinemas em 2011.

Johann Schmidt é filho de um camponês analfabeto e bêbado. Sua mãe morreu ao lhe dar a luz e seu pai, que tentou afogá-lo por causa disso em uma bacia e foi contido pelo obstetra, logo em seguida suicídou-se.

Schmidt fugiu aos sete anos do orfanato onde foi criado, cresceu nas ruas da Alemanha, sendo preso varias vezes por pequenos crimes.

Ele apareceu como o principal antagonista do filme de 2011 Capitão América: O Primeiro Vingador.

Segunda Guerra 
Hitler encontrou Schmidt quando este trabalhava como camareiro em um motel onde o líder nazista se hospedou. Hitler o treinou pessoalmente,oferecendo ao final do processo uma mascara vermelha no formato de um crânio e o nome que carrega até hoje (simbolo da supremacia nazista).

Sua reputação era tão grande que chegou a assustar seu próprio criador.

Nos EUA ele conhece o Capitão América e se torna seu principal adversário.

No final da guerra o Capitão América localizou sua casamata oculta, e durante a batalha que se segue o vilão fica preso em um desabamento, sendo atingido por uma mistura de gases que vaza da parede, ficando preservado em animação suspensa, dando-lhe algumas capacidades sobre-humanas.

Anos 50

Depois da guerra, surgiu um imitador do Caveira chamado Albert Malik. Ele mantinha uma base de operações que ficava na Argélia e trabalhava para os comunistas soviéticos. Enfrentou o Capitão América IV e foi responsável pela morte dos pais de Peter Parker (o Homem-Aranha). Posteriormente, Malik fugiu da cadeia mas foi morto logo após a fuga pelo Carrasco do Submundo, a mando do Caveira Vermelha original que, nessa época, usava um corpo clonado de Steve Rogers.


20 anos depois do fim da II Guerra Mundial, os robôs Hibernantes (em inglês Sleepers), programados pelo Caveira, iniciaram um ataque aos Estados Unidos. Originariamente eram 3 (três) que depois se juntaram formando um único artefato explosivo. Foram detidos pelo Capitão América. Haveria outros Hibernantes, como o surgido quando o Rei do Crime foi enganado por seu filho e inimigo Richard Fisk. Ele havia se bandeado para o lado da Hidra, assumindo o controle de uma das divisões da organização nos Estados Unidos. Quando o Rei do Crime descobriu, aliou-se ao Capitão América para derrotá-lo.

O Caveira Vermelha despertou na Era Moderna, logo após o ataque dos Hibernantes originais. Se auto proclamou o herdeiro da vilania de Hitler e continuou com seus planos nazistas, sendo sempre confrontado pelo Capitão América.

Numa das primeiras batalhas entre os dois, o vilão faz uso do cubo cósmico,objeto que materializa os desejos de seu possuidor e foi inventado pela I.M.A. (mais tarde descobriu-se tratar-se de um alienígena que passou a ser chamado de Kubik). No segundo ataque usando o cubo, trocou de corpo com o Capitão, que foi jogado numa ilha onde estavam prisioneiros um grupo de criminosos de guerra (chamado de Os Exilados), inimigos do Caveira. Nessa ilha o Capitão conheceu Sam Wilson, que o ajudaria adotando a identidade do Falcão. Mais tarde, descobriu-se que o Falcão era manipulado pelo Caveira Vermelha para ser usado como arma contra o Capitão. Mas essa história foi desconsiderada da cronologia da Editora Abril, sendo conhecida no Brasil apenas a versão publicada pela Editora Bloch.

Em outra luta, o vilão ficou exposto ao seu próprio "pó da morte", sobrevive mas fica com o rosto desfigurado pra sempre.

Muda sua filosofia para a Anarquia, considerando o nazismo ultrapassado. Porém sempre visando um mundo nazista á sua imagem.

O Caveira Vermelha é odiado pelos vilões americanos, só conseguindo utilizá-los quando permanece em segredo. Essa postura foi amenizada um pouco quando o Caveira Vermelha se associou aos vilões Marvel na série Atos de Vingança. Porém quando essa aliança vilanesca acabou, um de seus membros, Magneto, o mutante mestre do magnetismo invade seu quartel general para lhe perguntar se ele era mesmo o Caveira Vermelha que havia trabalhado pra Hitler na Segunda Guerra.

Ele diz que sim, apesar de estar em seu segundo corpo.E Magneto diz que foi vítima da opressão nazista,e ,embora ele não seja responsável direto ele serviu aqueles bárbaros.Ele tenta fugir mas Magneto o prende á varios metros de profundidade, largando-o para morrer.Ele é achado por seus asseclas em estado crítico mas sobrevive.

Nos anos 90 descobriu-se que tinha uma filha, tão maligna como o pai a quem ajudava sob o nome de Madre Superiora. Nessa época o Caveira se associou a vários asseclas, que depois se juntaram formando a Gangue do Esqueleto: Mecanus, Asa Negra e Halloween, liderados pelo principal deles: o Ossos Cruzados. Também participou de um Crossover Marvel Comics x DC Comics, aparecendo como aliado do Coringa e enfrentando o Batman e o Capitão América.

Guerra Civil
Ele é responsável no final pela morte do seu maior inimigo, mandando Ossos Cruzados atirar no Capitão América no dia de seu julgamento. Ele planejava tomar posse do corpo de seu inimigo, mas Sharon Carter impede acreditando que o matou.

Reinado Sombrio
Na saga Capitão América: Renascido, o Caveira (com sua mente dentro de um andróide feito por Arnim Zola)faz um trato com Norman Osborn, e com o auxílio do Dr. Destino, ele tenta tomar conta outra vez do corpo do Capitão América,que está com sua mente deslocado do tempo,dando a impressão que está morto. É impedido por Bucky, Sharon Carter e os Vingadores. Acaba sendo explodido em seu corpo de andróide, e dado como morto. Sua filha acaba sendo pega na explosão, e fica com o rosto queimado lembrando uma versão feminina de seu pai.

Poderes
O Caveira Vermelha possuí praticamente as mesmas capacidades do Capitão América, tanto em seu primeiro corpo, afetado pelos gases experimentais quanto ao seu corpo clonado de Steve Rogers.

Eis uma lista de seus poderes:





  • Força
  • Agilidade
  • Reflexos
  • Resistência
  • Imunidade Fisiológica
  • Intelecto Genial

Super Heróis das HQs - Deadpool aqui no BLOG Se divertindo com Informação

Deadpool é um personagem fictício, conhecido também como um Anti-Herói que age como anti-herói e, em poucas vezes, como vilão do Universo Marvel. Publicado pela Marvel, atuando como um mercenário que usa alta tecnologia, é conhecido pelo seu fator de cura e não ser parado por ninguém, além de suas piadas com vilões e colegas de equipe. Deadpool foi criado por Rob Liefeld e Fabian Nicieza e apareceu pela primeira vez em 1991, como um vilão em New Mutants #98 (história que no Brasil saiu dentro de Os Fabulosos X-Men #584 em 1994). Foi inspirado no vilão da DC Comics Exterminador (Deathstroke), inclusive com seu nome parodiando o alter ego deste, "Slade Wilson".

Apelidado de "Merc with a mouth" (algo como "Mercenário Tagarela"), ele inicialmente era uma paródia e "irmão" do vilão da DC Comics (o também mercenário Exterminador), mas a partir de um título próprio escrito por Joe Kelly e Ed McGuinness em 1998, ganhou estilo próprio, conhecido por sua capacidade de destruição, humor extremamente ácido, referências satíricas culturais e ocasionalmente a quebra da Quarta parede, se comunicando diretamente com o leitor. Assim como Wolverine, Deadpool é um produto do Projeto Arma X, do governo canadense, embora seu local de nascimento seja desconhecido, pois esconderam-o do mundo.

Era originalmente um adversário dos Novos Mutantes e da X-Force, posteriormente desenvolvendo um romance com uma das participantes do grupo, Siryn, filha de Banshee da X-Force. Foi interpretado por Ryan Reynolds em X-Men Origins: Wolverine (2009) e em seu próprio filme solo (2016).

Origem
Sua mãe morreu de câncer quando ele tinha 4 anos de idade e depois disso, o jovem Wade saiu do controle, se tornou um garoto solitário e atormentado,sem nenhuma explicação. Seu pai – que era um bêbado do exército – o espancava e o tratava mal. Assim, com uma vida desestruturada, Wade tornou-se um delinquente na adolescência. Um dia chegou a agredir friamente seu pai com uma garrafa mostrando alguns traços de insanidade, matando-o no processo.

Depois disso, Wade iniciou sua carreira de mercenário. Ele aceitava assassinar apenas aqueles merecedores da morte e se valia de cirurgias plásticas e outros recursos tecnológicos para criar novas identidades sempre que falhava em um trabalho.

Pouco se sabe das subsequentes atividades mercenárias de Wade. Ele passou um tempo em Tangier, Marrocos, onde teve um romance com uma mulher chamada Francie. Quando a relação chegou ao fim, Wade viajou através da Ásia, e foi contratado no Japão pelo rei do crime Kingpin para se infiltrar numa academia de judô administrada por um criminoso rival, Oyakata. Wade passou três anos infiltrado e se envolveu romanticamente com a filha de Oyakata, Sazae. Quando lhe foi ordenado que assassinasse Oyakata, Wade abandonou sua tarefa pela primeira vez e retornou aos Estados Unidos.

De volta a América, Wade conheceu uma jovem prostituta chamada Vanessa Carlysle (também conhecida como Mímica) e se apaixonou por ela. Wade Wilson foi posteriormente contratado para assassinar uma operativa cega do governo britânico chamada Althea, também conhecida como Cega Al. O mercenário encontrou o esconderijo da cega e matou todos que estavam lá, mas deixou cega Al escapar. Irritados, os empregadores de Wade resolveram descontar sua raiva em Vanessa, mas essa foi salva por Zoe Culloden, uma empregada da firma interdimensional Landau, Luckman, Lake, e LeQuare. Culloden colocou Wade sob vigilância, acreditando que ele estava destinado a ser parte vital de uma potencial ameaça ao mundo.

Arma X e o surgimento de Deadpool
Wade Wilson encontrou novas esperanças na forma do Departamento H, uma organização para desenvolvimento de armas especiais do governo canadense. Ele se tornou cobaia de um programa de desenvolvimento super-humano administrado em parceria pelo governo americano e canadense: o Programa Arma X. Seu câncer foi temporariamente detido graças a implantação de um fator de cura derivado de outro agente do Departamento H, o mutante conhecido como Wolverine. A experiência não funcionou conforme o esperado e o tornou mentalmente instável. Wilson passou a fazer parte de uma unidade secreta de combate ao lado do quase invulnerável Sluggo e dos ciborgues Kane e Slayback. Vanessa afiliou-se ao grupo mais tarde, sob o seu codinome, Mímica, pouco depois de descobrir suas habilidades mutantes de metamorfose.

Durante uma das missões, Deadpool matou seu companheiro de equipe Slayback. Por causa disso ele foi rejeitado pelo Programa Arma X e enviado a um hospício sob a alegação de que sua condição mental instável era uma ameaça. Entretanto, os pacientes do hospício serviam de cobaias para as excêntricas experiências do doutor Killbrew e seu sádico assistente Francis, que efetuavam torturas indescritíveis. Os pacientes do lugar participavam de um jogo chamado "Deadpool", que consistia em uma aposta para tentar adivinhar quem morreria primeiro devido aos testes.

Wade foi submetido a diversas torturas experimentais onde sua aparência se transformou devido as torturas e, como consequência, engatou uma relação com a entidade cósmica conhecida como Morte. Sua frieza diante da severidade de suas torturas lhe garantiu o respeito dos outros pacientes do hospício. Isso deixou Ajax furioso e ele lobotomizou um dos amigos de Wade que teve que matar o amigo para acabar com seu sofrimento. Contudo, as regras do hospício diziam que qualquer paciente que matasse outro seria condenado à morte. Ajax, então, arrancou fora o coração de Wade e o deixou para morrer. O desejo de vingança de Wade era tão forte, que ativou seu fator de cura pela primeira vez e regenerou por completo seu coração, mas não curou suas deformações. Adotando o codinome Deadpool, Wade atacou Ajax e fugiu do hospício.[2]

Vida de mercenário
Logo após sua fuga do hospício, Deadpool atuou como capanga do chefe do crime Cabeça-de-Martelo, mas logo retornou as suas atividades de mercenário freelancer, elaborando um traje para seu novo carater.

Sua carreira de mercenário é longa e confusa. Ele já trabalhou como assassino de Wilson Fisk (conhecido como o Rei do Crime) e até enfrentou Wolverine quando ele ainda trabalhava para o governo canadense. Em algum ponto de sua carreira e sem nenhum motivo lógico aparente, Deadpool sequestrou cega Al e a manteve prisioneira em sua casa. Toda vez que Al recorria a alguém para tentar fugir, esse alguém acabava morto. Ela, então, foi obrigada a aceitar seu cativeiro.

Alguns anos após sua fuga do hospício, Deadpool, talvez buscando compensação pelas injúrias sofridas nas mãos do doutor Killbrew, recorreu ao governo canadense e foi tratado pelo doutor Walter Langkowski (vulgo Sasquatch). Ele achou que o trabalho com o governo canadense não era adequado para seu temperamento e desistiu de se unir a eles.

Mais tarde, Deadpool foi contratado pelo gênio do crime conhecido como Mago, mas errou o endereço dele e acabou pegando um trabalho para personificar o Duende Macabro. Quando foi novamente contratado pelo Mago, Deadpool se uniu aos vilões Treinador e Constritor numa equipe de recrutamento para o Quarteto Terrível. Quando o plano falhou, Deadpool resolveu voltar a sua posição de assassino do Rei do Crime, mas suas pretensões foram embarreiradas pelo Mercenário. Deadpool, então, passou a frequentar uma pensão para mercenários chamada HellHouse, onde sua classe recebia contratos. Lá ele se estranhou com T-Ray, um mago e assassino com quem antipatizou rapidamente.

Posteriormente, Deadpool conseguiu trabalho com o mercador de armas conhecido como Tolliver, que na verdade era o viajante temporal Gênese, trabalho esse que o reuniu novamente a Sluggo e Mímica. Sem o conhecimento de Deadpool, Tolliver enviou Mímica para personificar a mutante mercenária conhecida como Dominó e espiar os movimentos dos Novos Mutantes. Deadpool contratou um homem chamado Fuinha para lhe ajudar com seu armamento e os dois logo se tornaram bons amigos.

Após algum tempo trabalhando para Tolliver, Deadpool foi enviado para matar Cable, um soldado mutante do futuro que era na verdade pai adotivo de Gênese. Deadpool acabou sendo derrotado por Cable e os Novos Mutantes. Pouco depois, Slayback ressurgiu com um corpo reconstituído ciberneticamente e clamando por vingança. Na batalha que se seguiu, Mímica foi gravemente ferida e Deadpool teve que sacrificar parte de seu fator de cura para salvar a vida dela.

Posteriormente, Deadpool ajudou Siryn num confronto contra o Fanático e Black Tom Cassidy. Ele acabou se sentindo fortemente atraído por Siryn. Inseguro sobre sua capacidade, Deadpool procura pela Mímica e a encontra namorando Kane. Ele combate Kane e Wolverine, que havia ido verificar o status do ciborgue a pedido de um amigo mútuo. Mais tarde Deadpool acaba sequestrado por cientistas à procura de uma cura para o Vírus Legado e é resgatado por Wolverine e Maverick.